XXIII JORNADAS MICOLÓGICAS DA CONFEDERAÇÃO EUROPEIA DE MICOLOGIA MEDITERRÂNICA

 

 

XXIII JORNADAS DA CONFEDERAÇÃO EUROPEIA DE MICOLOGIA MEDITERRRÂNICA - CEMM


8 - 13 Novembro de 2015


FORNOS DE ALGODRES



APRESENTAÇÃO

1 fornos
As XXIII Jornadas Micológicas da CEMM são organizadas pela ASSOCIAÇÃO MICOLÓGICA A PANTORRA, membro Associado da CONFEDERAÇÃO EUROPEIA DE MICOLOGIA MEDITERRÂNICA – CEMM
Realizam-se de 8 a 13 de Novembro de 2015, em Fornos de Algodres, uma pequena vila de 5.000 habitantes, localizada na região centro de Portugal, a meio caminho entre Espanha e o Atlântico, no sopé da Serra da Estrela, a  montanha mais alta de Portugal.
O alojamento dos participantes é no Palace Hotel & Spa Termas de S. Miguel (4 estrelas), com vista privilegiada para a Serra da Estrela. Tem 122 Quartos e 24 Suites com grande conforto e comodidade.

ALOJAMENTO

2 hotel
Palace Hotel & Spa Termas de S. Miguel
****
Serra da Esgalhada – Mata Municipal
6370-183 Fornos de Algodres
PORTUGAL
www.termasdesaomiguel.com
GPS. 40.6240753; -7.543058

COMISSÃO ORGANIZADORA


ASSOCIAÇÃO MICOLÓGICA A PANTORRA

Colaboração

CITAB – Centro de Investigação e Tecnologias Agro-Ambientais e Biológicas – Universidade de Trás –
Os -Montes e Alto Douro
Câmara Municipal de Fornos de Algodres

Secretariado

ASSOCIAÇÃO MICOLÓGICA A PANTORRA
Apartado 11
5200-999 Mogadouro
PORTUGAL
apantorra@gmail.com

PREÇOS

INSCRIÇÃO

Participantes e acompanhantes, sócios de Associações pertencentes à CEMM 40 €
Estudantes (anexar comprovativo) 40 €
Outros participantes 60 €

 

HOTEL

 

Quarto duplo 390,00 € por pessoa
Suplemento quarto individual + 80,00 € por pessoa

Estes preços incluem pensão completa do jantar de domingo ao almoço de 6ª feira e autocarro para saídas de maior distância.

INSCRIÇÃO

Pode ser  efectuada on-line  ou enviar  a ficha de inscrição (doc word ou doc pdf)  até ao dia 30 de Junho de 2015 30 de Setembro de 2015, para o e-mail apantorra@gmail.com ou para:

ASSOCIAÇÃO MICOLÓGICA A PANTORRA
Apartado 11
5200-999 Mogadouro
PORTUGAL

PAGAMENTO

O pagamento pode ser efetuado por transferência bancária (sem despesas para o beneficiário) para a conta:
ASSOCIAÇÃO MICOLOGICA A PANTORRA
IBAN: PT50004522404014289608246
BIC/SWIFT: CCCMPTPL

O comprovativo deve ser enviado com a ficha de inscrição por e-mail ou correio.
No momento da inscrição deve ser efetuado o pagamento de 50% do preço do hotel e a totalidade da inscrição. Os restantes 50% devem ser pagos até 30 de Setembro de 2015.
Após a inscrição e pagamento, a comissão organizadora confirmará por e-mail a reserva efetuada, devendo esse documento ser apresentado no momento da receção.
O cancelamento da inscrição após o dia 30 de Setembro implica a não devolução da quota de inscrição.
Os participantes que não desejem alojamento, além da quota de inscrição deverão pagar um valor de 100€. Caso pretendam refeições no hotel, devem contactar a organização com antecedência.

PROGRAMA CIENTÍFICO

COMISSÃO CIENTÍFICA
André Bidaud
António Queirós
Boris Assyov
Guilhermina Marques
Luis Morgado
Maria Luísa Castro
Pierre Roux

Domingo, 8 de Novembro
15.00-20.00 – Receção dos participantes, no Hotel, com entrega da documentação e instalação do material de trabalho.
18.00 – Receção de boas vindas
20.00 – Jantar
21.30 – Apresentação e inscrição nos percursos
Segunda-feira, 9 de Novembro
7.00 – Pequeno-almoço
8.15 – Saída para os percursos
13.00 – Almoço
14.30 -18.00 – Workshops: classificação
18.00 – Revisão das espécies
19.00 – Conferências :Orador convidado: Pierre Roux – “Genre Pleurotus”.
20.00 – Jantar
21.30 – Reunião do Conselho de Administração da CEMM
Terça-feira, 10 de Novembro
7.00 – Pequeno-almoço
8.15 – Saída para os percursos
13.00 – Almoço
14.30-18.00 – Workshops: classificação
Workshop “Tinturaria com cogumelos”.
17.00 – Revisão das espécies
18.30 – Conferências – Orador convidado: Boris Assyov – “What is going on the good old Boletus? Recent changes due to phylogenetic data”.
Comunicações livres
19.30 – Degustação de produtos regionais
20.30 – Jantar
21.30 – Reunião da Assembleia Geral da CEMM
Quarta-feira, 11 de Novembro
7.00 – Pequeno -almoço
8.15 – Saída para o Buçaco em autocarro
13.00 – Almoço piquenique
17-18.00 – Workshops: classificação
18.00 – Revisão das espécies
19.00 – Conferências – Orador convidado: Ita paz Conde – “Hongos hipogeos: un mundo por descobrir.” 
Comunicações livres
20.30 – Jantar com magusto.
Quinta-feira, 12 de Novembro
7.30 – Pequeno -almoço
8.15 – Saída para os percursos
13.00 – Almoço
15-16.00 – Workshops: classificação
18.00 – Revisão das espécies
19.00 – Conferências – Orador convidado: Luís Morgado – “Phylogenetic overview of the Entolomataceae with insights into biogeographical patterns”.
Comunicações livres
20.00 – Jantar de Gala com animação
Sexta-feira, 13 de Novembro
7.30 – Pequeno almoço
Manhã livre
12.30 – Almoço de despedida

PROGRAMA PARA ACOMPANHANTES


Segunda-feira, 9 de Novembro
8.15 – Visita à Vila de Fornos de Algodres
13.00 – Almoço no Hotel
Tarde Livre
Terça-feira, 10 de Novembro
8.15 – Visita ao Museu do Côa. Um olhar sobre o vale do Côa (classificado como Património da Humanidade pela UNESCO em 2 dezembro de 1998 – World Heritage )
13.00 – Almoço no Restaurante do Museu do Côa16 buçaco
15.30 – Regresso ao Hotel
Quarta-feira, 11 de Novembro
8.15 – Saída para a Mata do Buçaco – todos os participantes
13.00 – Almoço piquenique
15.30 – Regresso ao Hotel
Quinta-feira, 12 de Novembro
8.15 – Saída para visita à Cidade de Seia – Serra da Estrela.
13.00 – Almoço no Hotel

PERCURSOS


1. Fornos de Algodres 33 fornos
O solo da região é maioritariamente constituído por granito e xisto. Predomina o pinheiro bravo (Pinus pinaster), Carvalho (Quercus pyrenaica).

 

 

2.Parque Natural da Serra da Estrela
O Parque Natural da Serra da Estrela situa-se na região centro de Portugal, fazendo parte duma região maior denominada “Beiras”.
O solo da região é maioritariamente constituído por granito, xisto e complexo xistograuváquico. A serra da Estrela e os planaltos e vales circundantes são a área de criação de ovelhas que dá origem ao famoso “Queijo da Serra”.

31 serra da estrela

32 serra da estrela

Devido a séculos de pastoreio, as zonas mais elevadas (até 2000 metros), são cobertas sobretudo por plantas herbáceas e arbustivas, encontrando-se a floresta no fundo ou a meia encosta.
Na região predomina o pinheiro bravo (Pinus pinaster), Carvalho (Quercus pyrenaica), castanheiro (Castanea sativa) e mais para o interior a azinheira (Quercus ilex).

3. Mata Nacional do Buçaco17 buçaco

Distância 100 Km
Este percurso destina-se a todos os participantes e acompanhantes.
O almoço é no local.
A Mata Nacional do Buçaco é um conjunto monumental e natural classificado como imóvel de interesse público. A nível arquitetónico é de salientar o conjunto formado pelo Palace Hotel do Buçaco e Convento de Santa Cruz. A sua biodiversidade é notável. Tem uma área de 105 hectares e possui cerca de 257 espécies de árvores e arbustos lenhosos, plantadas a partir do século XVII pelos monges da Ordem dos Carmelitas Descalços, que ao mesmo tempo mantiveram áreas de floresta autóctone.
No total tem cerca de 700 espécies de flora, 400 das quais são espontâneas. Encontra-se na zona de transição bioclimática mediterrânico-atlântica.
Apresenta quatro distintas unidades de paisagem: arboreto, pinhal do Marquês, mata climácica da Cruz Alta e jardins e vale dos fetos.

PERCURSOS OPCIONAIS


1. Dunas de S. Jacinto23 dunas s.jacinto
Distância 150 Km.
Situada na região centro do país, costa ocidental, junto ao oceano atlântico, no extremo do cordão arenoso que se estende entre Ovar e a povoação de S. Jacinto, limitada a leste por um dos canais da ria de Aveiro.
É constituída por um cordão dunar consolidado por vegetação espontânea, herbácea e arbustiva própria deste habitat, tendo como pano de fundo uma floresta de pinheiro (Pinus pinaster), plantada no século XIX. Também se observam acácias (várias espécies), plantadas para fixação das areias, que se revelaram como invasoras.

2. Reserva da Faia Brava
Distância 73 Km26 faia brava
A Reserva da Faia Brava é uma área protegida com elevada riqueza biológica e paisagística. Entre as espécies de interesse micológico destacam-se Poronia punctata, Choiromyces meandriformis, Panus rudis, Pleurotus eryngii var. ferulae, Sphaerobolus stellatus e Torrendia pulchella.

Inscrições nas saídas opcionais
Se pretender inscrever-se nos percursos opcionais assinale no respetivo campo na ficha de inscrição.

COMO CHEGAR A FORNOS DE ALGODRES


1. GPS. 40.6240753 -7.543058
2. Comboio – Lisboa para Fornos de Algodres.
3. Autocarro – Lisboa e Porto para Fornos de Algodres.
4. Automóvel:
a. A partir de Lisboa – Pela A1 e A25.
b. A partir do Porto – Pela A1 e A25.
c. A partir de Vilar Formoso (fronteira mais próxima) – A25.

TODO O PROGRAMA (PDF)

FICHA DE INSCRIÇÃO –  DOC WORD  – DOC PDF –  ONLINE